STF concluiu o julgamento do ARE 1.121.633, reconhecendo o “negociado sobre o legislado”.